astrespiramides

astrespiramides

sábado, 24 de novembro de 2012

Páginas em branco

 Berlenga


Escrevo sentindo o eco das palavras
A textura de vozes inaudíveis
E caminho contemplando
Páginas em branco
Rescrevendo emoções
Pedaços de vida , pensamentos simples
Feitos de diáfanos sentires
Os sonhos protegem da solidão
A vida flui com o cântico da amizade
E quando tudo é nada
O nada pode transformar-se em tudo

Poema e fotos Luna 


28 comentários:

  1. Os sonhos protegem da solidão, sim.

    E isso trouxe-me à memória a insensibilidade do padre responsável pela "Casa dos Rapazes",
    que deixou um menino com dez anos numa das piores esquadras de Lisboa, de propósito, "para deixar de sonhar"!!

    Um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. É do nada que se começa algo, não é mesmo?
    Um beijo e um final de semana bacana pra ti.

    ResponderEliminar
  3. Lindo momento onde nos mostra o que pensamos, o que somos nesta vida e tudo aquilo que ela representa para nos,nada somos ,nada e nosso ,e nada levaremos no final ,apenas vivemos num mundo de ilusoes e sonhos onde tudo se transforma.Beijo Luna

    ResponderEliminar
  4. Bom sábado pra vc, com muito carinho
    deixo meus parabéns por mais esse post lindo...
    A amizade faz a gente muito alegre por
    ter amigos que gratifica nosso dia
    E ter vc na minha lista de presente
    eu fico eternamente feliz
    Abraços com carinho
    Bjuss
    Rita!!!

    ResponderEliminar
  5. conhecendo estas imagem das fotos, trouxe-me memórias com muita saudade!
    Tive muitos momentos de solidão que venci com sonhos.
    Resto de bom fimde semana minha querida

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  6. Querida, Luna! Simplesmente magnifico o conjunto visual e as palavras. Exactamente de acordo em todo o teu sentir, belíssimo, mas na última frase, tão mas tão verdadeira. Beijinho minha amiga. Bom Domingo para ti.

    ResponderEliminar
  7. E o tudo trona-se poesia.
    Muito belo, Luna!

    ResponderEliminar
  8. Tacteei minha sombra caída
    Os ramos de uma magnólia cedem ao vento
    Ergui num deserto um castelo de raivas
    Segui numa distância infinita ladrilhada de mágoas

    Já não posso dar-te a mão, cheguei tarde
    Entre ruinas procuro o sentido, a razão
    Já não canto aos deuses, não rezo
    Já esqueci o sabor do desprezo, não desprezo

    Tracei um círculo de solidão
    Ausente do meu nome está o chamamento
    Jazem mudas as folhas de silêncio
    Errantes brumas ao sabor do vento

    Bom fim de semana


    Doce beijo

    ResponderEliminar
  9. São

    que nos roubem tudo menos os sonhos, esses já me tentaram tirar, mas eu não deixei
    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Paulo Francisco de Araujo

    é isso tudo tem um principio
    bom fim de semana
    beijos

    ResponderEliminar
  11. emanuel

    é mesmo um mundo ilusório onde vivemos onde da é o que parece, mas ainda assim é o que temos talvez nós sejamos também uma ilusão do universo
    beijos

    ResponderEliminar
  12. Rita

    obrigada, a amizade é um bem maior
    beijos

    ResponderEliminar
  13. Flor de Jasmim

    como eu te entendo e me revejo
    beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Ricardo/águia_livre

    grata fico
    bom fim de semana

    ResponderEliminar
  15. Dulce Morais
    o tudo, o nada, a vida é poesia

    obrigada

    ResponderEliminar
  16. Rain

    a amizade pode fazer maravilhas na vide de qualquer um de nos
    beijinho

    ResponderEliminar
  17. Minha querida

    Que pelo menos os sonhos fiquem dentro de nós.
    Adorei como sempre.


    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  18. Será que a vida sem sonhos merece ser vivida?
    Um abraço e bom domingo

    ResponderEliminar
  19. Sonhadora (RosaMaria)

    os sonhos é algo tão nosso que não os podemos perder

    beijinhos

    ResponderEliminar
  20. elvira carvalho

    sinceramente acho que não " o sonho comanda a vida"
    beijo

    ResponderEliminar
  21. Lindo poema! A este tudo tudo chamo vida e vale sempre a pena saborear mesmo o que não e bom para melhor apreciar o melhor. Bjs Ailime

    ResponderEliminar
  22. [Digo, baixinho, (e escrevo-o) sinto-o, simples e assim.]
    Muito bom!

    ResponderEliminar
  23. Ailime

    Todos os momentos fazem parte da vida os bons e os menos bons e é com estes últimos que aprendemos a valorizar o que de bom nos acontece
    beijinhos

    ResponderEliminar
  24. ricardo alves / são paulo,brasil

    obrigada pela tua presença
    fica bem

    ResponderEliminar
  25. Henrique Caldeira dos Santos

    talvez seja o simples que nos toca mais facilmente
    beijinho

    ResponderEliminar