astrespiramides

astrespiramides

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Vida e Morte





Tento encarar a morte como algo tão natural como o nascimento, tento preparar-me para esse momento pois acredito que passamos a outro nível evolutivo que pode ser mais ou menos  denso dependendo do karma ou do darma  que acumularmos na terra, em cada plano precisamos de um corpo compatível  com as energias desse local em que habitamos, quando partimos da terra despimos o corpo físico  como roupa velha que já não serve e continuamos o nosso aprendizado, é nessa perspectiva  que tento aceitar que quando os que amamos partem , continuam vivos pois não é porque não os vemos que não existem.
Mas a verdade é que tudo isto em que acreditamos e nos preparamos, quando nos toca de perto como a alguém a quem amamos os afectos os sentimentos acabam por bloquear os pensamentos e no coração fica a dor da perda, gostava de saber como se faz, onde fica o botão que desliga a dor, como se faz para equilibrar a razão e o sentimento.


11 comentários:

  1. Esse botão não existe!
    A dor permanece para sempre!
    Na minha morte não penso...não me merece qualquer preocupação!

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. É bem assim mesmo! Essa dor dói e muito e não dá pra ignorá-la! beijos,chica

    ResponderEliminar
  3. É verdade! A única certeza que temos quando nascemos é que mais tarde ou mais cedo ..... partimos. Deviamos estar preparados para este estado...mas ninguém está. A dor permanecerá, por muito que façamos para a atenuar, ela fica.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Querida amiga

    Que neste Natal,
    diante das pessoas que amamos,
    possamos ofertar a elas,
    o melhor presente
    que desejassem receber:
    Nossa vida...
    Nosso carinho...
    Nosso coração.

    Para quem crê na vida,
    Natal se faz a cada dia.
    Que assim seja o Natal
    Em tua vida.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderEliminar
  5. Apenas sei que desde o dia em que nascemos temos como certo a morte ,quantas vezes perdemos tempo com uma coisa que nos causa tantos arrepios .Poucos serao aqueles que estarao preparados para a sua chegado ,como sera ,quando sera ,apenas sei que um dia chegara a minha hora .Pocuro o porque de acabar assim a vida ,o que somos neste mundo ,onde estara a nossa razao de viver ,porque sofrer tanto para partir desta vida .Nao gosto da palavra morte ,me causa arrepios ,porque do luto ,a dor da partida ,mas olho e vejo que nada somos neste corpo ,com os anos vai perdendo brilho ,as dores vao atormentando ,pedimos a Deus que nos leve enfim vida cruel que nos curva perante tantas interrogaçoes .Vida essa sim da-me alento ,esperança renovaçao tudo que eu quero para mim ,o que me espera nao sei talves curvas ,subidas ,buracos ,mas de uma coisa eu terei a certeza que ao acordar mais uma vez venci a morte ,feliz talves ,um pouco triste tambem ,por ver que quase nada mudou da noite pro dia ,assim e a vida uma luta rumo ao sonho de um amanha cheio de esperança.Beijo Luna

    ResponderEliminar
  6. Fotos magistrais! O texto então nem se fala.
    "Que a magia da noite de Natal transforme seus sonhos em realidade."
    Felicidades. Abraço

    ResponderEliminar
  7. Oi Luna
    Estive lendo também algo assim sobre a morte, que falava que fingimos nao viver sob esse destino trágico-o final.Vivemos como se ela não nos rondasse a cada minuto. É meio mágico esquecer isso e levantar todas as manhãs e pensar que somos imortais ! rsrs
    Também preciso do botão de desligar dores. Principalmente a dor da partida,
    Bom Natal Luna e obrigada pelas partilhas durante o ano, que o outro chegue acrescentando sempre mais saúde e sabedoria .
    deixo abraços

    ResponderEliminar
  8. Imágenes con mucha fuerza. Me encantan las fotografías costeras con el mar embravecido. Unas tomas magníficas.
    Felices fiestas, un abrazo.

    ResponderEliminar
  9. Minha querida amiga desejo-te um santo e feliz Natal com tudo de bom e muita paz saúde e amor para ti e todos que amas! Um beijinho muito doce obrigada pelo teu carinho.

    ResponderEliminar
  10. Olá Luna gostei deste texto,é de uma sensibilidade e beleza tão real escrito com a tua forma simples e tão genuína, parabéns.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Um post de muita sensibilidade.
    Na falta do botão e do conhecimento da sua localização, deixo-te um sorriso!
    Beijinho

    ResponderEliminar