astrespiramides

astrespiramides

domingo, 26 de agosto de 2012



Os dias vão passando como folhas de Outono arrastadas pelo vento e com elas os nossos pensamentos transviados, e os sonhos partem e chegam, era dia e chegou a noite com ela a lua feiticeira que a todos embriaga, então olhamos o firmamento e comtemplamos as estrelas que permanecem no mesmo lugar, e pensamos nos rios que correm sempre na mesma direção, e nós filhos do pó das estrelas qual o caminho que tomamos no nosso microcosmos, precisamos aprender com o universo e procurar o imutável que existe em nós pois é aí que permanece a unidade perdida, a sabedoria do espirito a tranquilidade dos sentidos, mas também aí existe a continuidade de tudo, e assim a noite termina, e somos presenciados com o sol, mais uma oportunidade de fazer a nossa vida despontar com uma nova energia

Será o luar
simples devaneio de poetas
não sei…
vou meditar,
sentir o contorno da luz
que irradia como o sol
e penetra na noite sombria,
entender osofrimento
que paira no ar
sentir a musica calma da alma
harmonizar a noite com o dia
são esses instantes melódicos
que transformam os dias
numa dança de luz inquieta

poste e fotos -Luna

26 comentários:

  1. Lindo! Lindo mesmo!
    Um domingo suave e uma semana azul pra você.

    ResponderEliminar
  2. Dá pra viajar nas tuas palavras tão lindas e profundas ao mesmo tempo! Linda fotos igualmente!beijos,chica

    ResponderEliminar
  3. As fotos são belíssimas!
    As palavras, ai as palavras, dizem
    aquilo que sinto tantas vezes...
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  4. Três pirâmides imaginei
    Lindo Cantinho de amiga Luna
    Já não me lembro por onde passei
    Das três não tropecei em nenhuma!

    Imaginação ou sonho ser
    Curioso vim espreitar
    Ando sempre a correr
    Enquanto puder não vou parar!

    Bom domingo amiga Luga
    E obrigado pela sua visita.
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  5. Entender o sofrimento que paira no ar não é difícil, complicado é fazer entender a quem o provoca que não tem o direito de nos magoar assim e que acabará por sofrer as consequências do que está fazendo deliberadamente e sem compaixão nem remorso.

    Abraço grande, amiga.

    ResponderEliminar
  6. Gosto de ler seus poemas...e
    admirar suas fotos...
    Boa semana
    Beijo

    ResponderEliminar
  7. ola vim ver o seu magnifico blog, estão lindos os posts como sempre, tive afastado da blogosfera mas voltei. vem ver os meus novos poemas por favor http://assombrado-mc.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Por momentos revi-me nas tuas palavras como se fossem escritas por mim, mas não tenho essa capacidade, tenho apenas a do sofrimento.
    Luna minha querida tem uma boa semana.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  9. Fizeste-me sentir que chegou o verão com esses teus pensamentos. Mais uns dias e a lua estará no seu máximo para renovar energias e até olha-la à mesma hora em locais diferentes.
    Boa semana.
    Bj

    ResponderEliminar
  10. A cada dia uma renovaçao de nos proprios a lua que nos embala na imensidao da noite caida como se tudo fosse um virar de pagina que recomeça com o nascer do astro rei que nos da essa energia a cada dia que passa ,a luz que ilumina cada passo da nossa vida sempre contracenando com a nossa alma gemea sombra que nos acompanha todos os dias ,beijo

    ResponderEliminar
  11. Olá Luna,

    Já tinha pensado em si.
    Deixei, no seu blogue, dois comentários, há umas semanas, se não me engano, mas não tiveram qualquer resposta.
    Fiquei sem saber o que tinha acontecido. No entanto, ia me cruzando consigo por aí, nos blogues.

    Pensei: está tudo bem, mas o meu blogue não lhe diz nada, ou não é bem aquilo de que ela gosta de ler. E então retirei-me.
    Ontem, graças a Deus, a Luna voltou, com a lua, e fez muito bem. Aqui estou eu, para lhe retribuir a visita e comentário. Obrigada.

    Para além das bonitas fotos, que faz, tem textos, prosa ou poesia, que não sendo rebuscados, eruditamente falando, são naturais e cristalinos.

    A vida é esta coisa banal, com trivialidades, mas muito boa.
    Não sei se valerá a pena, questionarmo-nos, porque o dia quando acontece trz sempre luz nos lábios.

    Boa semana.
    Beijoas da Luz.

    Eu só publico, semanalmente, alternando os blogues, ora no "Afetos" ora no "Luzes".

    ResponderEliminar
  12. Luna,

    Retifico: TRAZ e BEIJOS.

    Boa semana.

    ResponderEliminar
  13. O equilibrio, esse foragido!

    Belas reflexões acompanhadas por poema sublime.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  14. .

    .

    . entre.os.dias.que.passam . onde o verão se atarda ainda que seja cedo . para nós sempre cedo .

    .

    . deixo um beijo e um convite .

    .

    . há uma festa que espera por Si no . intemporal .

    .

    .

    ResponderEliminar
  15. Fascinantes seus versos Luna... lindas suas fotos!!! Há toda uma continuidade, uma interligação de tudo, uma infinitude que se sente...adorei seu poema.
    Beijos,
    Valéria

    ResponderEliminar
  16. Muito lindo!! Bom iniciar a semana com uma bela leitura!!
    Grande abraço!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  17. Olá Luna,

    Obrigada pela sua presença no meu blogue, explicando das suas razões e opiniões.
    Percebo, perfeitamente, mas não partilho da mesma opinião, o que é salutar, convenhamos.

    Tenha uma feliz semana.
    Beijos da Luz.

    ResponderEliminar
  18. Gosto do encadeamento e ligação das fotografias, do texto poético e do poema, que conferem harmonia à entrada/post. Entendo-o, e é uma leitura subjectiva/individual, como sentimentos e reflexões que se aproximam e se desenvolvem na procura da essência e harmonia, dentro da inquietação das questões e dúvidas do dia-a-dia.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  19. luar pode ser devaneio, mas tb pode ser inspiração dos Poetas.

    também gostei muito das fotos.

    beij

    ResponderEliminar
  20. Senti a maravilha do poema e das fotos. Aprecio e faço um elo. Beijo

    ResponderEliminar
  21. Ô dona moça! kk As folhas caem no outono para que haja a renovação, repare... kkkk

    Sendo assim, seu outono, será de renovação, aimôpai! kkkkkk

    A luz inquieta, os dias inquietos são anunciadores de novos momentos quietantes, faça fé menina! kkk

    Porreta, viu luna!

    O Sibarita

    ResponderEliminar
  22. É com o Universo que temos de aprender, olhando estrelas e astros e purificando sentimentos.
    Lindo!

    Maria luísa

    p.s. a encontrei em Lisa

    ResponderEliminar
  23. Não sei se o luar é um simples devaneio de poetas, mas comcerteza é um deleite para eles. É assim que senti essa sua poesia bela. beijos e parabéns.

    ResponderEliminar
  24. Luna
    Bela reflexão. É isso mesmo, me sensibilizou.
    Beijos

    ResponderEliminar