astrespiramides

astrespiramides

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Foi num passado recente
que me perguntava…
o que faço aqui, porque nasci,
pensava nunca entender
e sentia a minha inutilidade.
Era como uma gota de orvalho
pisada na grama da manhã.
e procurava fora de mim
a hipotética felicidade.
A vida molda, complementa,
abre portas e janelas quando
desventramos bem dentro do nosso ser
as camadas egóicas
que nos leva à vida ilusória,
acabamos descobrindo a imortalidade da alma
e entre margens do rio
vamos compondo a sinfonia inacabada.

Maria José Pereira
Luna

6 comentários:

  1. Querida amiga lindo momento de introspecção ,é sempre um prazer enorme ler tão belos momentos como este ,muitos beijinhos no coração felicidades

    ResponderEliminar
  2. Para viver de bem connosco e apreciar melhor o que a vida tem para nos oferecer é fundamental compreendermos plenamente o nosso "Eu".
    Maravilhoso poema
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  3. [Ainda não me encontrei...]
    De uma forma ou de outra, o que escreves tem o efeito de abrir portas, ou janelas, ou portas e janelas, não só, ou meramente, lúdicas, mas, também, introspectivas ou que levam à reflexão.
    beijinho

    ResponderEliminar
  4. Uma introspecção varrendo todos os cantos da alma e todos os recantos do coração. Uma maneira linda de procurar a paz e reencontrar o equilíbrio; verdade, minha amiga, "A vida molda, complementa,
    abre portas e janelas quando
    desventramos bem dentro do nosso ser
    as camadas egóicas". Fabuloso.

    Beijinho de luar

    ResponderEliminar
  5. Também faço essa pergunta muitas vezes.
    Mas ainda não descobri respostas...
    Magnífico poema, gostei muito.
    Bom fim de semana, amiga Maria José.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  6. Um bem supremo este encontro introspectivo. Tu e o 'Eu' . A vida nos traz esse ensinamento. E ficamos gratos quando isso acontece, depois de tanta luta...

    Um momento íntimo que partilhaste aqui com teus amigos.
    Grata pela doce abertura.

    Um beijo

    ResponderEliminar