astrespiramides

astrespiramides

sábado, 12 de outubro de 2013


Olho o horizonte
Dizem que ele existe, mas não o toco.
Será que existe razão
Nas explicações intocáveis?
Será que o tempo tem valor
Quando o fechamos numa mão
Como a areia da praia que se perde
Num areal de afetos.
Rasurada é a ilusão,
Como salpicos de mágoa
Que o peito aperta e sacode
Num arrepio que invade a alma.
Foto e poema Luna

22 comentários:

  1. Lindíssimo tudo!! Sempre assim! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. O importante é que o horizonte exista e não o percamos de vista...
    Excelente poema, gostei imenso.
    Querida amiga, desejo-te um bom fim de semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Porque não podemos sonhar e ver alem desse horizonte que nos espera triunfante ,um lindo poema querida amiga Luna muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Um horizonte cada vez mais difícil de alcançar e compreender.

    Lindo e sensível este teu poema minha amiga

    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Muitas vezes é frustrante esse horizonte distante,o importante é mesmo contemplá-lo da forma que descreve com 'arrepios na alma,'
    bonito bonito Luna

    ResponderEliminar
  6. Muito bonita esta forma de descrever um horizonte que arrepia... sacode...invade a alma.
    Lindo!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Minha querida

    Um poema profundo como o é o mistério da vida. Lindo sempre ler-te.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  8. Bom Dia Querida Amiga.
    Um poema lindo descrever a beleza do horizonte é
    impossivel mais sem duvidas soube descrever com elegancia e suprema sabedoria.
    Uma feliz semana beijos ,Evanir.

    ResponderEliminar
  9. Belo texto, Luna! Quantas vezes, as coisas que não tocamos são as que mais nos tocam! :) Boa semana.

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde querida amiga

    Amizade é um laço fraterno que vai se conquistando pouco a pouco.
    Amizade é um elo de Amor que vai se fortalecendo dia apôs dia.
    Amizade requer uma sabedoria toda própria, para que ela cresça e amadureça.
    Amizade é um sentimento de Amor que é perseverante nela mesma.
    Amizade é um sentimento fraterno entre duas ou mais pessoas, que fazem de um todo para fazer os seus amigos felizes.
    Muitas vezes deixam de fazer a sua própria vontade para fazer a do seu querido amigo, só para o ver com um lindo sorriso em seus lábios, que na transparência de seu olhar, sentem que este sorriso vem do fundo de seu coração.
    Obrigada por sua amizade.
    Por sua linda presença lá meu cantinho!
    Por seus amáveis comentários.
    Obrigada de todo o coração
    Uma linda tarde para você
    Abraço amigo!
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  11. Boa noite Luna, magnifico poema e foto! Sim "ele" existe embora não o tocando, sente-se. Beijinhos Ailime

    ResponderEliminar
  12. wow... foi belíssimo ler isto, Luna!
    Uma excelência de prosa que não pede comentários se não reler... Há posts assim..

    um beijinho pela beleza do post...

    ResponderEliminar
  13. Na nossa vida há sempre um horizonte mesmo que não o consigamos tocar. Importante é que tentemos lá chegar,pois é sinal que estamos a caminhar.

    Bom texto, bom mesmo assim como a foto e música. Coordenação perfeita

    Beijinho da Gota

    ResponderEliminar
  14. Luna: Lindo adorei há sempre varias formas de escrever porque a nossa vida é sempre um Horizonte.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  15. Olá, Luna!
    Em tempos como os de hoje, em que se vivem perplexidades acrescidas, a linha do horizonte está cada vez mais distante.
    Abr
    J

    ResponderEliminar
  16. Lindo...lindo...lindo....
    .Imagem perfeita
    BFS
    Beijo

    ResponderEliminar
  17. Oi Luna, e quantas ilusões rasuradas, lindo teu poema, sem palavras...
    Beijos e linda tarde!

    ResponderEliminar
  18. Belo poema...Bela fotografia...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  19. Quisera agarrar o horizonte,
    com mãos de vento!
    E voar...

    Um encanto de poema o teu...!

    Beijo Luna!
    Célia Sousa*

    ResponderEliminar