astrespiramides

astrespiramides

sábado, 28 de setembro de 2013



 
No norte e desnorte
Subi cumes, desci vales,
E cambaleado perdi o rumo,
O vento açoitou os pensamentos
E rastejando pelas escarpas da existência
Dilacerei o peito ,
Sentindo o coração retalhado
Pedi á mente para adormecer
Fechei os olhos para não sofrer
Mas o ciclo da vida ainda não tinha terminado
 
Poema e fotos Luna

 

 

6 comentários:

  1. Oi Luna
    E continuamos vivenciando as emoções que fazem nossa história_ como ondas do mar ora calmas ora agitadas.
    O ciclo não termina ,nós terminamos. rs
    Bonito poema e fotos ,
    um abraço

    ResponderEliminar
  2. Tantas emoções e sentimentos que nos conduzem nesta vida ,um lindo poema muito beijinhos Luna

    ResponderEliminar
  3. Luna: Pelo o Norte ou desnorte saiu um lindo poema com ou sem sentimentos a vida nos vai conduzindo.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  4. Minha querida

    Hoje passando para dizer que estou a ser entrevistada no RECANTO DOS AUTORES, será um prazer a tua visita. Deixo o Link:

    http://recantodosautores.blogspot.pt/

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  5. Olá Luna bom dia!
    Infelizmente o botão quando clicado não apaga a dor que invade a alma....
    É muito bonito este poema, parabéns!!!!
    bj
    anacosta

    ResponderEliminar
  6. pelo norte vem a brisa,
    suave de paixões
    ela vem quente cheia de emoções.
    -_______________

    Um belo poema o teu Luna sempre me encanta !
    Parabéns há poetiza ...!
    bj Célia Sousa

    ResponderEliminar