astrespiramides

astrespiramides

terça-feira, 24 de julho de 2012



Sentei-me nas fragas do tempo
contemplei a vida a passar
como as vagas do mar
que vão e vêm
escutei esse doce marulhar
envolto em maresia
e evoquei as aves dos céus
senti essa brisa dulcificada
e  experimentei o toque suave
da sintonia do amor, sinergia
erigida nas colunas do templo

poema e fotos Luna

21 comentários:

  1. Bela foto e linda poesia.O tempo sempre traz sublime inspiração.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. O Mar,a Natureza que o envolve,convida a pensar...
    Com essa belíssima música em fundo,
    deixei-me ficar a admirar as fotos!
    Obrigada por este momento encantador.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  3. Ola querida amiga,
    Hoje é apenas para agradecer a sua carinhosa presença no meu cantinho.
    Muito obrigada!
    Um lindo dia para voce.
    abraço muito amigo
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  4. Um blog que dá gosto de vê e lê... Olá nova amiga sou a Lindalva da Ilha e administradora do Ostra da Poesia e vim validar teu voto no Pena de Ouro. Beijos perfumados.

    ResponderEliminar
  5. O mar e o mar chamam-nos e hipnotizam-nos.
    Uma bela sinfonia de palavras.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Já tinha saudades de aqui voltar, querida amiga.

    UM beijinho

    ResponderEliminar
  7. Fico-me olha olhando as imagens, e então percebo porque é tão forte a tua inspiração!
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Lindo poema para uma foto também maravilhosa. Adorei. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  9. O mar nos lembra a imensidão dos sentimentos que nos habitam, que sejam como o mar os melhores, que mesmo jogando-se contra rochedos e areias, nunca nos impeça de sonhar...

    São belíssimas as tuas poesias e fotografias.

    ResponderEliminar
  10. Minha querida

    Por vezes é na imensidão do nada que nos encontramos.
    Lindo como sempre.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  11. Essa sintonia é o canal que nos liga em com este amor.
    Muito lindo. Bjs

    ResponderEliminar
  12. O mar nos eleva e nos faz fez a grandeza que há em toda a criação.
    Belas fotos Luna, como sempre.
    E o poema marulhando como o mar, lindo!
    aabraços

    ResponderEliminar
  13. Olá! Realmente estou em falta com as minhas visitas... Uma fase minha de recolhimento, só isso... não, que não pense nos cantinhos que gosto... Beijinho

    ResponderEliminar
  14. Quem vê um azul destes todos os dias tem que ter alma de poeta!

    Abraço

    ResponderEliminar
  15. Lindo poema!
    E a vida assim é e com o decorrer do tempo vamos aprendendo a apreciar o que de maravilhoso nos oferece.
    E o teu mar sempre presente na tua sublime inspiração.
    beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  16. Luna

    Reflectir com assento nas colunas de um templo, se pode criar uma imagem traduzida num interessante poema, como está demonstrado.
    Beijos
    http://danielmilagredanieldaniel.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. a simplicidade do poema, com a grandeza das fotos!

    gosto!

    beij

    ResponderEliminar
  18. Luna: O mar e seu som faz-nos trazer a nosso memoria tudo o que é e foi de belo na nossa vida. beijos
    Santa Cruz (Diacono Gomes9

    ResponderEliminar
  19. Fia! Muito dez esse seu poema, tão doce, tão amável, tão...

    Beleza!

    O Sibarita

    ResponderEliminar
  20. Estás bem?
    Ofereço o selo da amizade, queres?
    Vai buscá-lo.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  21. Tais palavras, a imagem ... Luna, você é tudo isso de verdade!!!
    Minha alma voa ao visitá-la! mil beijos

    ResponderEliminar