astrespiramides

astrespiramides

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Diz-me porquê eu






Diz-me porquê eu?
No meio do bosque
Onde as folhas se cruzam
Os ramos se tocam
O murmúrio do vento
Ecoa do anoitecer á aurora
Diz-me porquê eu ?
No rio de densos pensamentos
Que corre veloz 
Sedento de fé no destino da vida
Diz-me porquê eu
Campânula sem abrigo
De acordes desconexos
Num caminho  errante em procura de luz
Diz-me porque quiseste ser
A minha lanterna da vida
A minha coluna do templo
Desta alma sofrida
Destes olhos que choram sorrindo.
 
Poema e fotos Luna

12 comentários:

  1. Diz-me porquê tu desses olhos que choram sorrindo!

    Esses olhos que são lindos, pois é meus amigos a Luna tem uns olhos lindos, lindos.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  2. Bonito poema Luma ,porque a vida e um emaranhado de perguntas muitas delas sem respostas , continuamos persistentemente todos os dias em busca de algo que nos preencha a vida ,beijinhos Luna

    ResponderEliminar
  3. Muito belo as fotografias e o poema...Excelente....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  4. Diz-me tu porque escreves poesia tão bem?!
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Lindo poema Luna! Amei!! Uma linda noite, bjuss

    ResponderEliminar
  6. Parabéns, lindas palavras doces!
    Abraços Ana Regina.

    ResponderEliminar
  7. Diz-me porquê logo eu!
    Lindo poema este de grande simplicidade e beleza como já nos habituaste .
    Pois é Luna os encontros surgem e com eles as amizades e por vezes algo mais.
    Que teus sonhos se tornem realidade.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Olá, LUNA!
    Porquê eu!?
    Já fiz essa pergunta, muitas vezes...
    Pois é, nós pensamos que as coisas desagradáveis só acontecem aos outros. Quanto às agradáveis, na maioria das vezes, não fazemos essa pergunta, desfrutamo-las com prazer natural. O destino, por vezes, troca-nos as voltas.
    Abrs
    J

    ResponderEliminar
  9. Em tempo: As fotos maravilhosas propiciam essa pergunta.

    ResponderEliminar
  10. Tu? Porque há coisas que não se explicam.

    Como esse teu dom com as palavras.

    Beijo para a eleita.

    ResponderEliminar
  11. Adoro seus poemas e também as fotos que coloca em seu blog. Sempre muito bom passar por aqui!!
    Grande abraço!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderEliminar