astrespiramides

astrespiramides

terça-feira, 31 de maio de 2011

brumas do tempo



Sepulto as brumas emudecidas
na aura cintilante da mente,

arquitectura remota dos sentidos

em açoitadas nuvens e murmúrios do ar,
como alegoria pintada pelo olhar insondável
sinto os odores celestiais
na luz radiosa e incisiva das trevas,
entre relâmpagos incendiários
ribombam lilases, amores-perfeitos,
nas águas do vento à luz do luar,
são visões de ascetas, proféticas,
Ungindo a vida ao tempo do  tempo sem fim



Poema e fotos luna




31 comentários:

  1. UM BEIJO duplo pelo poema pelas imagens
    Belo

    ResponderEliminar
  2. Tudo com um " ar " de mistério, envolto em brumas, seja nas palavras ou nas imagens, um emoldurando o outro, um completando o outro ... imagem / palavra, união perfeita.
    Gostei demais,
    bjs netunianos de uma ótima semana

    ResponderEliminar
  3. Que lindo tudo aqui! E fico feliz em poder comentar...Agora dá! beijos,chica

    ResponderEliminar
  4. Tudo muito encantador por aqui, Luna!
    Imgens e versos em perfeita harmonia!

    Beijos de luz no seu coração!

    Deus seja contigo

    FRAGMENTOS

    http://bomruim2.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Minha querida Luna

    As imagens perfeitas para adornar este poema magnifico, como sempre arrancado da alma.

    Adorei e deixo um beijinho carinhoso
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  6. Luna

    Misteriosas e insondáveis brumas no cintilar da Alma, no tempo infinito.
    Perfeito!

    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  7. um poema que nos faz "voar" e com imagens perfeitas e lindissimas.

    um beij

    ResponderEliminar
  8. pois é... "na aura cintilante da mente..."

    é aqui que por muito bonito que seja, as brumas a contagiam com os segredos "escondidos", e que segredos serão esses... que penetram a mente?

    excelente poema e muitas leituras para o desvendar.

    ResponderEliminar
  9. Parabéns pela casa nova... com a beleza de sempre! :) Boa semana.

    ResponderEliminar
  10. Estas brumas lindas que nos trazes são insepultáveis!

    ResponderEliminar
  11. Palavras e imagens em perfeita sintonia! lindo!
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Pronto, agora dá...que alívio!

    Que o sol rompa as brumas e brilhe sempre na tua vida!

    Um abraço, amiga!

    São

    ResponderEliminar
  13. O cuidado que tens,a harmonia que aqui se encontra,Poema,Música,Imagem...
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  14. Estive na Madeira há muitos anos, fiquei parva com tanta variedade de flor, subimos aos montes e a natureza é incrivel num dia de verão e o nevoeiro a passar por nós...viveiros de trutas, árvores, frutos...

    Um beijinho

    laura

    ResponderEliminar
  15. Querida amiga

    Há palavras
    e imagens
    que nos fazem
    viajar
    em nossas montanhas
    de sentimentos...

    Que sempre
    existam
    sonhos em ti...

    ResponderEliminar
  16. Belíssimo, Luna!

    Que esta unção permaneça ad-aeternum!

    Beijos

    Mirze

    ResponderEliminar
  17. Luna,saudade de vc!Um belo blog,com imagens estonteantes!Adorei a sua poesia!Muito profunda e reflexiva!Bjs,

    ResponderEliminar
  18. Luna
    Belissimo poema com estas lindas imagens, que mais preciso eu para me imaginar a viajar.
    Amiga Parabéns por este novo cantinho.

    Já tinha saudades de te ler mas no blog multiolhares começou a aparecer uma janela esquesita ao fazer os comentários e eu tive medo de ser algum vìrus,porque utilizo o portátil de trabalho do meu marido. Desculpa amiga
    beijinho

    ResponderEliminar
  19. 'entre relâmpagos incendiários
    ribombam lilases, amores-perfeitos,'

    Belo o Poema e.......
    Belas Imagens como sempre.....
    Beijo

    ResponderEliminar
  20. Oi Luna, imagens e poema em sincronia,lindo!
    Beijos pra ti!

    ResponderEliminar
  21. Tenho andado ausente,devido a uma cirurgia=a duas... e estou a recuperar bem! Gosto muito dos teus poemas e fotos, e passarei sempre que possa!
    Um excelente fim de semana Luna.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  22. poema maravilhoso, Luna.
    E as brumas..., sempre como um mistério, para lá das mentes.
    Beijinho. Feliz fim de semana.

    ResponderEliminar
  23. NAMASTÊ
    Obrigada pela partilha.

    HOJE falo de "Mágoas"!
    Pois é, quem as não tem?

    Sempre ouvi dizer: quem não se sente não é filho de boa gente.
    Por isso, fiquei e estou sentida com muitas pessoas, que não sabem ser sinceras, arranjam as desculpas mais esfarrapadas do mundo, pensando que conseguem pôr areia nos meus olhos...
    e, isso eu não admito!

    Mas...
    O MEU TALENTO,
    E ATÉ O GÉNIO FORTE,
    Atrevido, valente,
    QUE ME FEZ DIFERENTE,
    Caminheira sem rastros,
    MAS UM SER CONTENTE.

    fazem com que, depois dos momentos de mágoa, eu arranje forças para seguir em frente para a concretização de outras aventuras.

    Aqui estou para dizer que:
    CONTRA VENTOS E MARÉS,
    CONTRA TUDO E CONTRA TODOS
    CONTINUAREI
    ATREVIDA, VALENTE
    DIFERENTE
    MAS UM SER CONTENTE.

    Se quiser pode ver alguns "Momentos Perfeitos" da inauguração da minha exposição.
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  24. As fotos, sempre óptimas.
    O teu poema, é magnífico.
    Gostei imenso das tuas palavras.
    Querida amiga, bom fim de semana.
    Beijos.

    PS: um regresso às origens... através das pirâmides...

    ResponderEliminar
  25. Luna,
    Muito belo o teu poema. A primeira sensação que que me veio à ideia foi a de uma maravilhosa tela cheia de colorido como que apagando as brumas que por vezes insistem em nos acompanhar.
    Desejo-te um feliz Domingo.
    Muito sol na tua vida.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  26. Está lindo o seu novo espaço.
    Gostei do poema e das fotos.

    bjs

    ResponderEliminar
  27. .

    .

    . bel.íssimo . tudo .

    .

    . da fotografia à palavra superior da poesia .

    .

    . da música e da ascese dos sentidos .

    .

    . piramidais .

    .

    . beijo meu e um bom domingo .

    .

    . paulo .

    .

    .

    ResponderEliminar
  28. Maravilha, Luna!
    Maravilha...
    Lindíssimo, o novo espaço!
    Lindíssimo, o poema!
    Tudo, enfim...
    Grande abraço.

    ResponderEliminar
  29. Olá Luna,

    O poema é tão belo que não me atrevo a comentar. Li e sinto, como com as fotos também aconteceu. Por aqui respira-se muita paz e tranquilidade.
    Bem hajas.

    Beijo e kandandos meus.

    ResponderEliminar
  30. Boa semana, amiga. Aguardo o novo post. :)

    ResponderEliminar